Francês é o campeão da ABB Fórmula E em dia de show brasileiro nos EUA

 

Jean-Eric Vergne (Techeetah) leva para a França a temporada 2017-18 por antecipação. Brasileiro Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) consegue mais uma vitória após largar da 11ª colocação./ABB/FormulaE

Jean-Eric Vergne (Techeetah) leva para a França a temporada 2017-18 por antecipação. Brasileiro Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) consegue mais uma vitória após largar da 11ª colocação./ABB/FormulaE

Jean-Eric Vergne (Techeetah) leva para a França a temporada 2017-18 por antecipação. Brasileiro Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) consegue mais uma vitória após largar da 11ª colocação.

JEV – O francês Jean-Eric Vergne (Techeetah) é o novo campeão da ABB Formula E, temporada 2017-18. O piloto ficou na quinta posição no Qatar Airways New York City E-Prix deste sábado (14) e não pode mais ser alcançado matematicamente pelo britânico Sam Bird (DS Virgin Racing).

JEV, como também é conhecido, largou em último e fez uma corrida de recuperação, inclusive ultrapassando o adversário britânico, que foi apenas o nono.

Mesmo faltando mais uma rodada, que será disputada neste domingo (15), também nos Estados Unidos, o francês soma 173 pontos contra 142 do britânico.

Cada etapa do mundial dos carros elétricos oferece no máximo 29 pontos, sendo 25 para o piloto que vencer a corrida, três para a Julius Bär Pole Position e um extra para a Visa Fast Lap (volta mais rápida).

”Depois da situação complicada em Zurique na etapa passada, finalmente conseguimos. Quando você compete onde quer, você conquista campeonatos. Sonhei sim com o título, mas é melhor quando deixa de ser um sonho”, disse Jean-Eric Vergne (Techeetah), que recebeu a coroa que era de Lucas Di Grassi.

O piloto francês quer comemorar mais um título! Depois do mundial dos carros elétricos, a França pode conquistar no domingo (15) a Copa do Mundo Rússia 2018 na final contra a Croácia.

”Allez les Bleus!”, gritou JEV ainda no cockpit de seu carro elétrico da Techeetah. ”Espero que a França conquiste também o Mundial de futebol. Claro que para os franceses o jogo de domingo é mais importante, mas estou feliz por ser campeão da Formula E. O trabalho foi bem feito!”.

Mas foi o brasileiro Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) que deu show na pista localizada no Red Hook, no Brooklyn.

Cada etapa do mundial dos carros elétricos oferece no máximo 29 pontos, sendo 25 para o piloto que vencer a corrida, três para a Julius Bär Pole Position e um extra para a Visa Fast Lap

Cada etapa do mundial dos carros elétricos oferece no máximo 29 pontos, sendo 25 para o piloto que vencer a corrida, três para a Julius Bär Pole Position e um extra para a Visa Fast Lap

 

O campeão de 2017-18 largou em 11º lugar e já na 25ª volta – logo após a troca de carros nos boxes – assumiu a liderança.

”A pista estava melhor do que no ano passado. Tentei poupar energia e atacar no momento certo. Como em Zurique, nosso carro estava muito rápido.”, comemorou Lucas di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler).

O piloto paulista vinha de vitória em Zurique (Suíça) e o resultado em Nova Iorque é seu sexto pódio consecutivo. Lucas Di Grassi dedicou o triunfo ao filho que nasceu no início de julho.

O pódio do Qatar Airways New York City E-Prix teve dobradinha da Audi Sport Abt Schaeffler (a segunda nesta temporada), com alemão Daniel Abt em segundo.

O suíço Sébastien Buemi (Renault e.Dams) ficou em terceiro, e faturou mais três pontos da Julius Bär Pole Position.

O brasileiro Nelson Piquet Jr. (Panasonic Jaguar Racing) abandonou a prova depois de brigar pelas primeiras posições na primeira volta. O carro apagou após a saída dos boxes.

“Estava em um bom ritmo e o pit stop foi ok, até ultrapassei o carro da Venturi na saída, mas o carro apagou. Ainda não sabemos exatamente qual foi o problema, provavelmente foi algo com o software. Só conseguiremos descobrir a causa logo mais. É frustrante, porque provavelmente iriamos ficar na quarta posição, talvez até desse para brigar com o Buemi. Foi realmente uma pena”, falou Nelson Piquet Jr.  Veja a entrevista completa

O E-Prix tinha a previsão de 45 voltas, mas terminou duas voltas antes (43) por conta da entrada do Safety Car, que fez a prova ultrapassar o período máximo de uma hora de duração. A corrida foi realizada com a temperatura na casa dos 32 graus, mas a sensação térmica era superior.

Apenas 19 carros largaram em Nova Iorque. O britânico Oliver Turvey (NIO Formula E Team) sofreu uma fratura na mão depois de um acidente nos treinos livres.

A última etapa será neste domingo (15), também em Nova Iorque (Estados Unidos), a partir de 15h. A transmissão para o Brasil será do canal Fox Sports 2.

Apenas 19 carros largaram em Nova Iorque. O britânico Oliver Turvey (NIO Formula E Team) sofreu uma fratura na mão depois de um acidente nos treinos livres.

Apenas 19 carros largaram em Nova Iorque. O britânico Oliver Turvey (NIO Formula E Team) sofreu uma fratura na mão depois de um acidente nos treinos livres.

 

Quem leva a prata e o bronze?

A briga pela terceira colocação no campeonato ficou mais acirrada com o resultado da primeira prova da rodada dupla de Nova Iorque.

Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) se isolou em terceiro lugar, abrindo 16 pontos para o quarto colocado Sébastien Buemi (Renault e.Dams).

Já para o britânico Sam Bird (DS Virgin Racing), segundo na tabela de classificação, o brasileiro está os mesmos 16 pontos atrás.

“Terminar esta temporada com o vice campeonato será um milagre. Mas o foco não é este, e sim o campeonato de construtores. Estamos apenas sete pontos atrás do primeiro colocado (Techeetah), então vamos aprender o máximo que pudermos com o que aconteceu na corrida de hoje e prepararmos o carro para amanhã, e tentar repetir este resultado”, explicou o brasileiro.

 

Nelson Piquet Jr. (Panasonic Jaguar Racing) está em décimo lugar no campeonato com 45 pontos. O piloto pode chegar até o sétimo lugar no máximo.

Sobre o Mundial de Construtores, a chinesa Techeetah tem 235 pontos e a alemã Audi Sport Abt Schaeffler tem 229 pontos. O título será decidido neste domingo.

 Classificação após 11 etapas

1º Jean-Eric Vergne (FRA) – Techeetah – 173 pontos

2º Sam Bird (GBR) – DS Virgin Racing – 142 pontos

3º Lucas Di Grassi (BRA) – Audi Sport Abt Schaeffler – 126 pontos

4º Sébastien Buemi (SUI) – Renault e.Dams – 110 pontos

5º Daniel Abt (ALE) – Audi Sport Abt Schaeffler – 104 pontos

Mundial de Construtores

1º Techeetah – 235 pontos

2º Audi Sport Abt Schaeffler – 229 pontos

3º DS Virgin Racing – 159 pontos

4º Mahindra Racing – 124 pontos

5º Renault e.DAMS – 118 pontos

 

A tabela completa

Pilotos Campeões Mundiais da Fórmula E

2014-15 – Nelson Piquet Jr. (NEXTEV TCR Formula E Team) – Brasil

2015-16 – Sébastien Buemi (Renault e.Dams) – Suíça

2016-17 – Lucas Di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler) – Brasil

2017-18 – Jean-Eric Vergne (Techeetah) – França

Campeões Construtores

2014-15 – Renault e.Dams – França

2015-16 – Renault e.Dams – França

2016-17 – Renault e.Dams – França

2017-18 – a definir


 

Fonte –m Flávio Perez/onboardsports