Baleias na raia da Semana de Vela de Ilhabela

Jubartes já começam subida para Abrolhos (BA) e dão show/ Foto: Julio Cardoso

Jubartes já começam subida para Abrolhos (BA) e dão show/ Foto: Julio Cardoso

 

”As baleias cortaram a fita inaugural da temporada 2018”, assim descreveu Júlio Cardoso, diretor de meio ambiente do YCI e membro da Comissão Organizadora da Semana de Vela de Ilhabela. Nos últimos anos, as jubartes frequentam as raias da regata e pelas contas do especialista, a tendência é que as provas de 20 a 28 de julho tenham companhia das baleias. Pois é, o site Regatanews.com.br estará presente pela terceira vez e desta como mídia parceira do evento.- a convite da organização.

A competição coincide com o período de migração dos animais da Antártica para Abrolhos, arquipélago ao sul da Bahia. A previsão é que o número de baleias baterá recorde nesta temporada. Desde o fim do mês de junho, as jubartes estão pelo caminho. Mais de 35 baleias foram avistadas e fotografadas.

”As jubartes estão migrando da região da ilha Geórgia do Sul e chegaram entre Alcatrazes e Ilhabela, exatamente onde será o percurso da regata de abertura. Geralmente elas chegam em três ou quatro, mas só eu registrei pelo menos quinze nesses três dias, sendo que acreditamos que um total de trinta e cinco baleias chegaram nesse período, passando e parando alguns dias no seu caminho da Antártica até a Bahia”, disse Júlio Cardoso.

 

O maior registro de baleias durante a Semana de Vela de Ilhabela ocorreu na edição de 2016, quando as jubartes cruzaram as proas dos velejadores durante a regata de abertura, a Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil.

Neste ano, a prova de 55 milhas será disputada em 21 de julho e pelas contas do especialista, as baleias ainda estarão em migração. Responsável pelo departamento de meio ambiente da regata e do Yacht Club Ilhabela, Júlio Cardoso explica que as baleias passam pelas águas do litoral norte paulista em turmas, machos, fêmeas e juvenis juntos, partindo para a Bahia com o objetivo de procriação.

O maior registro de baleias durante a Semana de Vela de Ilhabela ocorreu na edição de 2016 / Julio Cardoso

O maior registro de baleias durante a Semana de Vela de Ilhabela ocorreu na edição de 2016 / Julio Cardoso

 

”Ilhabela fica em uma posição estratégica, porque elas vêm e por algumas vezes acabam permanecendo um pouco mais na região, para depois seguir em frente. Por isso temos uma série de cuidados em relação a essas baleias, pois muitas são jovens, inexperientes e bastante curiosas. Elas se aproximam das embarcações, às vezes se aproximam das praias. As redes de espera deixadas por pescadores locais são um perigo e atraem a atenção delas, pois percebem os movimentos da rede, acreditam ser comida e acabam por se enroscar nelas, causando acidentes”.

Além das baleias, a Semana de Vela de Ilhabela é pautada pela preservação ambiental. Vários animais já visitaram a raia da regata, como pinguins e golfinhos.

As inscrições seguem abertas e os velejadores devem fazer o processo exclusivamente por meio do site www.svilhabela.com.br.

O evento ocorre no Yacht Club de Ilhabela e chega à sua 45ª edição com as seguintes classes convidadas: ORC, IRC, BRA RGS, Clássicos, C-30, HPE30, HPE25 e Bico de Proa. Será realizado em paralelo o Campeonato Brasileiro de C-30 e a Regata por Equipes.


Da Redação – como textos do Flávio Perez/Onboardsports