MAPFRE volta para a regata e agora tenta recuperação

Leg 7 from Auckland to Itajai, day 12 on board MAPFRE, The boat next to the ketch ''Kat'' in a little bay close to Cape Horn to repair the main sail and the mast track, 30 March, 2018.

Leg 7 from Auckland to Itajai, day 12 on board MAPFRE, The boat next to the ketch ”Kat” in a little bay close to Cape Horn to repair the main sail and the mast track, 30 March, 2018.

O MAPFRE tenta se recuperar na sétima etapa da Volvo Ocean Race 2017-18, percurso entre a Nova Zelândia e o Brasil. A equipe ficou cerca de 13 horas parada no Cabo Horn para consertar o barco, que sofreu avarias por causa das duras condições meteorológicas dos mares do sul.

A armada espanhola, comandada pelo campeão olímpico Xabi Fernández, recebeu assistência de sua equipe de terra e até do barco da Família Schürman.

A equipe MAPFRE regressou à competição quando estava 260 milhas atrás da flotilha. O líder da sétima etapa da regata é o holandês Team Brunel, a pouco mais de 1.600 milhas da linha de chegada em Itajaí, no Brasil.

”Tivemos até sorte, pois isso ocorreu perto e tivemos ajuda da equipe de terra”, disse o velejador Pablo Arrarte.

”Não é assim tão fácil, pois a vela grande tem que secar bem, mas vamos arrancar para o Brasil, mesmo não a 100%. Vamos dar o máximo para perder o menor tempo possível”, falou o campeão olímpico Xabi Fernández.

Leg 7 from Auckland to Itajai, day 12 on board MAPFRE, The boat next to the ketch ''Kat'' in a little bay close to Cape Horn to repair the main sail and the mast track, 30 March, 2018.

Leg 7 from Auckland to Itajai, day 12 on board MAPFRE, The boat next to the ketch ”Kat” in a little bay close to Cape Horn to repair the main sail and the mast track, 30 March, 2018.

A previsão de chegada de todos os barcos a Itajaí varia entre 4 a 6 de abril. O vencedor da etapa ganhará pontuação dobrada. O Team Brunel já fez um ponto por contornar o Cabo Horn em primeiro.

”Também é duro ver que estamos perdendo vantagem, os barcos que vêem atrás têm melhores condições. Havia uma previsão que o MAPFRE ganharia esta etapa! Mas isto é vela, nem sempre divertida, nunca previsível e é isto que a torna especial”, escreveu Bouwe Bekking, skipper do Brunel.

O barco da brasileira Martine Grael ocupa a quinta colocação nessa etapa. A campeã olímpica contornou o Cabo Horn em competição pela primeira vez na carreira.

Leg 7 from Auckland to Itajai, day13 on board AkzoNobel. 29 March, 2018. Martine Grael.

Leg 7 from Auckland to Itajai, day13 on board AkzoNobel. 29 March, 2018. Martine Grael.

O Team Sun Hung Kai / Scallywag continua a percorrer quilômetros em direção à costa chilena, após a perda de John Fisher na última segunda-feira.